terça-feira, 1 de junho de 2010

O que todo criacionista deveria saber

Parte VII - História Cristã

José

A história de José é uma das mais belas histórias bíblicas. Transcorre o ano de 1550 aC, o Alto Egito é governado pelo Faraó Taá II, primeiro rei da XVII Dinastia Egípcia, enquanto o Baixo Egito é governado por um Faraó Hicso denominado Apopi I.
José, o israelita, entrou no Baixo Egito como escravo. Fôra vendido, por seus irmãos aos ismaelitas e posteriormente a Potifar, que era capitão de guarda do Faraó Apopi I. Após decifrar um sonho do Faraó Hicso, José é promovido a chanceler, aprende a escrita egípcia e inicia a emigração israelita para o Baixo Egito. Inicia, também, sua escravidão.
Os povos nômades asiáticos não eram bem-vindos ao Egito que os consideravam, vagabundos das areias. Todos os povos oriundos da Ásia eram instalados no delta do Nilo para evitar acesso à parte rica e civilizada do País e, também, para evitar miscigenação com a população natural. Nestas vagas estariam os israelitas (tido como o povo de Deus).Os Hicsos acabaram sendo vencidos por Ahmés I, filho de Taá II, na XVIII Dinastia. É muito provável que José tenha morrido durante estes combates com Taá II ou em um conflito civil interno. A arqueologia não faz nenhuma referência a ele.

3 comentários:

D. R. disse...

Acho que não conhecia esta história de José...

Beijinho*

Fabrício Santiago disse...

Oi Altamirando, tamos ai de novo. Olha postei hoje lá na humilde narroterapia um texto conspiratório. Passa lá e me deixa um comentário.
grande abraço

Juci Barros disse...

Também aprecio muito a história de José. Aproveito para aplaudir o empenho nos textos aos criacionistas, um belo trabalho.
Beijo.