segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Agradecimentos


Assistindo ao telejornal da 8:00 me deparei com a comum cena de reclamações conta planos de governo. Um casal de idosos relatavam ao entrevistador suas experiências quanto ao plano Collor. Compraram um imóvel através do sistema financeiro de habitação. Um apartamento de 54 m² no valor de Cr$ 68.000,00 (sessenta e oito mil cruzados) parcelados em 300 meses. Quitaram suas parcelas até os 120 meses subseqüentes pagando o equivalente a Cr$ 114.000,00 (cento e quatorze mil cruzados) quando o tutor da dívida sofreu um acidente e se aposentou por invalidez passando a receber proventos insuficientes para honrar sua dívida contraída junto ao SFH. Após cinco anos de inadimplência sua dívida acumulava um montante de R$ 62.000,00 (Sessenta e dois mil reais). Após muita audiência na justiça, o casal consegue renegociar seu débito para R$ 41.395,00 (Quarenta e um mil, trezentos e noventa e cinco reais) divididos em 60 meses com juros de 8% aa. Seu imóvel foi avaliado em R$ 51.300,00 (Cinqüenta e um mil e trezentos reais).Pois bem!..
A mulher, embevecida, enche os olhos de lágrimas e agradece a Deus pela vitória. Ao entrevistador (fôsse eu) caberia a pergunta: Que vitória? Que Deus? ... Por quê o seu Deus não evitou sua queda do telhado? Por quê ele não o ajudou antes?

Nenhum comentário: