quinta-feira, 6 de maio de 2010

"O que todo criacionista deveria saber"


Parte I - Noção de grandezas
A) Sobre a Via Láctea.
B) Comparações à velocidade da luz.
C) Importância da Terra no contexto.
O filósofo Grego Demócrito (450-370 aC) foi o 1º a propor que a Via Láctea era composta por estrelas distantes. A prova disto se deu em 1610 quando Galileu Galilei usou um telescópio para estudá-la e descobriu que ela era composta de um número incalculável de estrelas.
A Via Láctea, onde está localizado o nosso sistema solar, é uma estrutura constituída por cerca de duzentos bilhões de estrelas, segundo algumas estimativas. Ela descreve como um todo, um movimento de rotação. Seus componentes, núcleo, bulbo, central, disco, braços espirais, componente esférico e o halo, não se deslocam à mesma velocidade. As estrelas que estão a uma distância maior do centro movem-se a velocidades mais baixas que as mais próximas.
Nosso Sol descreve uma órbita quase circular (elipsóide), sua velocidade relativa ao universo gira em torno de 225 Km/s e seu período de revolução é de, aproximadamente, duzentos milhões de anos.

Em 1917 o Astrônomo Harlow Shapley realizou o primeiro cálculo, provado posteriormente, das reais dimensões da Via Láctea. O Sol se situa a 30.000 anos/luz do seu centro galático o qual tem 100.000 anos/luz de diâmetro. Os corpos que, aparentemente, havia em órbita desta, Edwin Hubbler provou serem outras galáxias.

A Via Láctea está inserida num grupo local de galáxias que é constituído por trinta outras. As principais são Andrômeda(a de maior dimensão) e a Via Láctea (a mais maciça) separadas entre si por meros 2,6 milhões de anos luz.

O sistema solar está inserido no terço médio de um dos quatro braços principais da Via Láctea, o braço de Órion e é composto pelo sol e seus planetas: Mercurio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. O Sol é 372.946 vezes maior que a Terra que tem, aproximadamente, 12.500 km de diâmetro e está a uma distância de 149.597.870 Km. Viajando na velocidade da luz (300.000 km/seg) se gasta “longos” 8,5 minutos.

Para melhor entendimento, se o Sol fosse representado por uma bola de futebol com 22,0 cm de diâmetro, nesta escala a Terra ficaria a 23,6 m de distância e seria uma bolinha de vidro com apenas 2,0 mm de diâmetro. Na mesma escala a estrela mais próxima, a Próxima Centauro, estaria do Sol 6.332 km.

Um grão de areia do deserto de Saara representa bem mais para a Terra, do que ela própria representa neste contexto.

3 comentários:

A arte de ter razão disse...

Um criacionista típico faria a seguinte observação:

O meu Atlas não presta, nem a minha enciclopédia. Neles não há uma fotografia de corpo inteiro da Via Láctea. (rs)

Altamirando Macedo disse...

Ricardo, obrigado pelo comentário, é sempre um prestígio.
Esta inédita fotografia da Via Láctea foi tirada por mim quando da minha ultima visita à Andrômeda com uma "Olímpus Pen" emprestada pelo amigo fotógrafo do Koyaanisqatsi. He,he,he..
Abraços.

Eduardo Medeiros disse...

O que um materialista newtoniano deveria saber(e de certa maneira sabe) é que o universo só está lá porque a nossa consciência pode observá-lo...

heeeeeee

Da série: cutucadas maldosas do Edu

PÔ altamirando, da próxima vez que for passear e fotografar a galáxia, me chama pô!!!!