sexta-feira, 7 de maio de 2010

O que todo criacionista deveria saber


Parte ll – Formação das sociedades

A) Do final do período Solutriano à idade da pedra.

Partindo da premissa de que, segundo os criacionistas, o Universo fora criado há 6.000 anos aproximadamente, triplicaremos esta data para analisarmos o que a ciência, através de suas pesquisas, prova com evidencias, o que tem acontecido desde há 18.000 anos.
- 18.000. No período Magdaleniano a população humana do vale do Nilo multiplica-se com velocidade devido a caça de grandes animais, inclusive mamutes, fósseis indicam o consumo de 250 gramas de carne ao dia. Usavam lampiões que queimavam óleo animal. No vale do Indo já existia civilização com cidades esplendorosas, Harapa e Mohenjo- Daro.
- 14.000. Período Mesolítico. Gigantesco cataclisma sacode a Ásia Central destruindo o império Rama e suas cidades.
Os Arianos chegam a Creta. Afundamento parcial de Atlântida restando apenas uma ilha, Poseidonis. O dilúvio varre o império Uighur da face da terra com ondas gigantescas em direção sul/norte. Este dilúvio é relatado em 85 lendas diferentes, ao mesmo tempo elevam-se as montanhas do Himalaia e do Afeganistão.Pesquisadores já encontraram fósseis de animais marinhos nos taludes do Himalaia. Arianos partem para colonizar o Egito.
- 9.564. Submersão final da ilha de Poseidonis citada por Platão. Consolida-se a predominância do Homo Spiens Sapiens sobre todos os animais e outros hominídeos.
- 7.800. Surge o primeiro esboço de uma cidade organizada (Jericó), colhem grãos, abatem bovinos, caprinos, porcos e orquídeas para alimentação.
- 6.800. Cidade de Çatai Hüyük na Turquia sem ruas definidas e casas sem portas.
- 6.000. Início da idade do cobre, criação de gado, cultivo de grãos e, também, o desenho rústico.

.500 ou 3.500aC – Tem início o período pré Dinástico no Egito com seus três primeiros Faraós, Ro,Ká e Hórus que se intitulavam divindades e formaram a Dinastia Zero.

3.500 aC - Os homens começam a guerrear entre si, fato inédito até então.Traz a aceleração do progresso e cessa o nomadismo. O Faraó Menes, Rei da I Dinastia unifica o Baixo e o Alto Egito numa só Nação. Fundação das cidades hieráticas da Suméria.

2.690 aC – Inicia-se o Império Antigo formando a III Dinastia com capital em Mênfis. O Rei Djose 2° Faraó desta Dinastia projeta a pirâmide em degraus. Erguem-se as pirâmides de Queóps, Quéfren e Miquerinos Faraós da IV Dinastia e a Esfinge de Gisé. Dá-se através da arte, o maior esplendor da civilização Egípcia. Nesta mesma época em que o Egito, Mesopotâmia e China começam a esbanjar desenvolvimento e a ocupar o centro do mundo, os harapianos florescem no Vale do Indo dominando técnicas inimagináveis para aquele período da história.

2.350 aC – Com a VI Dinastia Pepi II multiplica a imunidade concedida aos nobres. Os chefes dos Nomos se tornam mais independentes e desaparece o poder centralizador dos Faraós. Nitócris, a primeira mulher a governar o Egito foi o último Faraó da VI Dinastia.Ocorre a afirmação do Clero em Heliópolis, passando os reis a se considerarem filhos do Deus Ré. Após longas lutas internas que marcaram o fim do Antigo Império, o Egito entra em decadência.

Nenhum comentário: